Comprar um produto ou contratar um serviço?

IoT

Com certeza em algum momento você já pensou no custo/benefício entre comprar um produto ou contratar um serviço, e deve até ter colocado na ponta do lápis a diferença entre valores, mas sabemos que no fim o predominante é o conforto. Conforto? Não estamos falando de móveis ou colchões ortopédicos, mas quando falamos de estabilidade e felicidade prolongada, falamos de uma negociação confortável para nós.

Veja, quando vamos adquirir um produto, como uma licença de software de segurança, temos que estar minimamente felizes com as funcionalidades, investimento, segurança de dados,  gastos com servidores, equipe, monitoria, e sem mencionar que devemos estar tranquilos a possíveis riscos que o investimento todo pode gerar a curto prazo. Se algum desses pontos não forem considerados e atendidos na compra de um produto, você vai ter prejuízo e a sua felicidade já se transformou em um problema de ter que  fazer o trabalho tudo de novo para substituir um produto que falhou com você em algum momento… pouco confortável, eu diria.

Por outro lado, quando pensamos em contratar um serviço mensal, estamos falando de receber algo a mais, muito mais funcionalidades e recursos, – customizáveis ou adaptadas ao longo do tempo com novas tecnologias que acompanham o crescimento da sua empresa. Pense na economia com servidores e equipe, tudo é automático e feito remotamente pela empresa contratada no melhor horário para você, tem muito mais estabilidade, facilidade e economia, não é o tipo de coisa que vai acabar com a sua felicidade alguma hora e te fazer começar do zero, porque justamente a função do serviço é te manter em uma zona de conforto prolongada e sem preocupações.

Tudo que é bom uma hora vai mudar, os seus negócios vão mudar, a sua lista de clientes irá aumentar, assim como o seu banco de dados, funcionários e necessidades. É pensando nisso que precisamos sempre estar atentos a analisar muito bem custo/benefício! A questão é, analisar o CUSTO DE VERDADE daquilo que estamos adquirindo, afinal, o custo é mais do que o dinheiro que se está pagando; e o BENEFÍCIO DE VERDADE do serviço, que é muito maior do que o produto em si, é o seu conforto e felicidade a longo prazo.